A vida depois do curso Publicidade e Propaganda com Flávia Salazar | PUC Minas

Olá amigux que se encontram perdidos após o fim da faculdade. Hoje o papo é voltado para você! Sabe quando bate aquele sentimento de “e agora? ”, então, nossa ex aluna Flávia Salazar, formada há dois anos, contou um pouco sobre esse momento e os aprendizados que teve.

Então prepara o lápis para anotar as dicas que ela deu e lembre-se que todo ciclo é feito de altos e baixos.

 

Com o que você trabalha atualmente?

Atuo no time de criação como redatora em uma agência de São Paulo especializada no segmento farma. Trabalho lado a lado com minha dupla, o diretor de arte (atenção futuros redatores: sua dupla é sua alma gêmea, sua metade da laranja e a tampa da sua panela), na concepção de conceitos e desdobramentos de campanhas para laboratórios farmacêuticos e suas linhas de medicamentos. É um segmento bem restrito, mas que também tem suas particularidades incríveis.

 

Qual fui seu maior medo ao sair da faculdade de publicidade e propaganda?

Com toda a certeza do mundo, meu maior medo foi o de não encontrar um caminho a ser seguido. A publicidade é muito vasta e encontrar uma área para chamar de sua nem sempre é fácil. Somente com a experiência (experiência mesmo! Já fui de tudo dentro de agência) fui vendo o que me deixava feliz ou não.

 

Você teve receio de não conseguir emprego na sua área?

Sim! Acredito que esse seja um grande medo de todos, principalmente dos recém-formados sem muita experiência. A grande questão é não ficar desanimado. Pode demorar, mas tudo sempre se ajeita.

 

Qual sua primeira atitude ao deixar a faculdade de comunicação e começar a vida de formada?

Respirar aliviada (risos)! Brincadeiras à parte, minha primeira atitude foi descansar e colocar a cabeça no lugar. Na correria, acabamos não tendo tempo de refletir sobre nossa vida e o que queremos para nós. Depois disso, foi deixar meu currículo e portfolio bem arrumadinhos.

 

Você teve oportunidade de fazer estágio durante a gradação? Se sim conta para gente como foi essa experiência.

Tive! Os estágios são perfeitos para termos uma ideia sobre como é o mercado de trabalho. É no estágio que colocamos em prática toda a teoria aprendida em sala de aula. Particularmente, curti grande parte das experiências e cresci muito com elas.

 

Qual área da publicidade você pensava em seguir no começo do curso? Mudou quando chegou ao fim da graduação?

Sempre me imaginei na carreira acadêmica. Gosto muito de escrever, ler e estudar (juro que não estou mentindo). Sempre dizia que o clima caótico de agência não era para mim. Mas advinha? As coisas foram mudando e acabei me encontrando na criação dentro de uma PASMEM agência de publicidade.

 

Você pensou em fazer/fez pós-graduação? Se sim, em que área?

Sim! Atualmente, curso MBA em Marketing. O curso me dá uma visão bem estratégica do marketing. Além do MBA, também faço cursos pontuais em escolas especializadas em criação publicitária.

 

Qual sua dica para quem está começando no mercado de trabalho?

Não tenha medo de errar! Afinal, “para vivermos uma vida criativa, devemos perder o medo de errar”. Na criação, nenhuma ideia é descartada…tudo pode ser o pontapé inicial para o início de algo incrível. Outra questão bem importante é não ter medo de perguntar. Ninguém nasce sabendo de todas as coisas.

 

Você acha importante começar a estagiar no começo da graduação?

Muito importante. O estágio é o ‘teste drive’ de quem está começando na área. É no estágio que você vai conhecer seu jeito de trabalhar, as tendências do mercado e todos os processos que envolvem a publicidade.

 

Você acha possível exercer jornada dupla? (EX: Home Office e freelancer)

É possível! Esse é um dos grandes benefícios do home office. A grande questão é saber se organizar e manter seu planejamento em dia.

 

Você ficou nervosx na sua primeira entrevista de emprego? Como foi?

MUITO! Minha primeira entrevista foi um desastre, quase tive um treco (risos). Mas passou!

 

Qual sua dica para quem está enfrentando a primeira entrevista?

Se prepare antes! Elenque algumas das possíveis perguntas a serem indagadas pelo recrutador e mentalize suas respostas e nunca, em hipótese alguma, minta. Confie em suas habilidades e esteja seguro de que você é ultra mega blaster incrível e faz um bom trabalho.

 

Você tem costume de guardar/investir uma parte do seu salário?

Sim! Tento não sair gastando horrores. Nunca sabemos quando um imprevisto pode acontecer. Ter um dinheiro guardado é sempre bom. Afinal, não sabemos o dia do amanhã.

 

Já ficou desmotivado trabalhando em algo que gosta? Como foi lidar com essa situação?

Já! Nem sempre estamos bem o tempo todo. E trabalhar com criatividade, ter sempre ideias novas, pode cansar de vez em quando. O que faço nos momentos de desmotivação é descansar e tentar esvaziar a cabeça.

 

Como lidar com a ansiedade quando se tem que entregar um projeto com prazo apertado?

No mercado de trabalho, prazos curtos reinam. Eu, por exemplo, fico muito envolvida no processo de criação para concorrências, que costumam ser desafiadoras. Já me ocorreu de ter que entregar mais de uma campanha por dia por vários dias consecutivos. O jeito é respirar fundo, tentar fazer o seu melhor dentro dos seus limites e contar com a ajuda de seus colegas de trabalho.

 

Qual sua dica para quando bate aquele bloqueio criativo?

Parar tudo. Pare de escrever, pare de esboçar, pare de pensar. Dê um tempo para o seu cérebro se aquietar. Depois comece seu trabalho novamente. Mas é valido lembrar que nem sempre a ideia genial vem das primeiras tentativas. Antes de escrever, o criativo precisa, sobretudo, saber reescrever. Aprendi isso na marra fazendo 100, 200, 300 títulos para uma mesma campanha. A criatividade também é esforço.

 

Já trabalhou em outra área que achou que não ia gostar e acabou gostando?

Sim! Trabalhei com marketing digital (o de verdade). É uma área bem legal para quem curte pensar com estratégia, análise de dados e investimento.

 

Já teve portfólio “fantasma” par ajudar a achar clientes? Acha que é um bom caminho para abrir portas?

Já! Acredito que a qualidade do seu trabalho independe de ter um cliente real ou fantasma. Se é legal, vai ser legal para qualquer um.

 

O que você tem a dizer para quem está vivendo o momento de fim de faculdade?

Aproveita! Sabe quando dizem que depois que tudo passar, você vai sentir saudades? A gente ri e pensa que não. Mas depois começa a sentir saudades do clima da faculdade, dos professores e dos amigos. Aproveite cada momento do melhor jeito possível 🙂

 

Gostou do bate papo? Então pode anotar que vai rolar sempre por aqui! E se você ainda fica perdido sobre as setor da agência de publicidade vem ler esse post aqui. Não deixe de seguir a gente nas redes sociais vizinhas para não ficar desatualizado.

Foto em destaque por MD Duran on Unsplash