A vida depois do curso de Publicidade e Propaganda com Gabriel Bertozzi | PUC Minas

Olá ex-alunos e ex-alunas da Publicidade e Propaganda que estão perdidos depois do fim da graduação! Queremos te ajudar quando bater aquele sentimento de “e agora?”! Nosso ex-aluno Gabriel Bertozzi, formado em 2015, contou pra gente sobre esse momento e os aprendizados que teve depois de encerrar o ciclo aqui no curso mais amor da PUC Minas Poços de Caldas: Publicidade e Propaganda! 

Então prepara o lápis para anotar as dicas que ele deu e lembre-se que todo ciclo é feito de altos e baixos. 

 

Qual foi seu maior medo ao sair da graduação de publicidade e propaganda? 

Precisar “sair do ninho”, visto que minha família está toda em Poços e, para a minha expectativa, meu futuro estava em alguma metrópole. 

 

Você teve receio de não conseguir emprego na sua área? 

Muito! Acredito que seja o principal receio de todos que se formam. 

 

Qual sua primeira atitude ao deixar a faculdade de publicidade e começar a vida de formada? 

Fazer um “pé de meia” com um bico em hotel, para ter dinheiro suficiente para me mudar para São Paulo. 

 

Você teve oportunidade de fazer estágio durante a graduação na comunicação? Se sim conta para gente como foi essa experiência. 

Sim! Mais voltados para a área de direção de arte, estagiei inicialmente na Helvetica (arte de 1 aninho fui eu que fizzzz), posteriormente criava artes para o DCE e, por fim, fui para a agência Wonka. 

 

Qual área você pensava em seguir no começo do curso de publicidade e propaganda? Mudou quando chegou ao fim da graduação? 

Criação/Direção de arte. Ainda no fim do curso pensava em atuar com isso na minha carreira. Apenas depois que me mudei para SP que migrei para o universo de CX. 

 

Você pensou em fazer/fez pós-graduação? Se sim, em que área? 

Fiz MBA em Business Intelligence, para me aprofundar na área de análise de dados. 

 

Com o que você trabalha atualmente? 

Consultor Estratégico de CX na Atento. 

 

Qual sua dica para quem está começando no mercado de trabalho? 

Estejam abertos a novas possibilidades/áreas nesse começo. Vocês podem se surpreender com o novo! 

 

Você acha importante começar a estagiar no começo da graduação? 

Sim! É importantíssimo para mostrar um pouco da prática além da teoria. 

 

Você acha possível exercer jornada dupla? (EX: Home Office e freelancer) 

Após a graduação precisei, para me manter, atuar em dois clientes (ambos alocados, nada de home office) por um período. Só o fiz porque era REALMENTE necessário, e foi por apenas dois meses. Para a minha realidade, apenas se for temporário. 

 

Você ficou nervosx na sua primeira entrevista de emprego? Como foi? 

Bem como na última. A diferença é que, com o tempo, aprendemos a disfarçar hehe 

 

Qual sua dica para quem está enfrentando a primeira entrevista? 

Você vai ficar nervoso, faz parte. Se o entrevistador sabe que está entrevistando alguém que busca o primeiro emprego, ele vai saber disso, e não é o fim do mundo. É legal montar um roteirinho antes e tentar seguir ele, mais para tentar seguir mesmo. 

 

Você tem costume de guardar/investir uma parte do seu salário? 

Atualmente o meu “investimento” tem sido pagar a parcela do financiamento do meu apartamento que está em construção. 

 

Já ficou desmotivado trabalhando em algo que gosta? Como foi lidar com essa situação? 

Sim! Sou apaixonado pela área de CX e, na empresa que trabalhava, estava completamente saturado dos meus clientes. Sabia que não estava mais rendendo o que poderia render. O jeito foi conversar com meu chefe e, quando apareceu a oportunidade, fizemos uma “dança das cadeiras” entre os demais gerentes das contas. 

 

Como lidar com a ansiedade quando se tem que entregar um projeto com prazo apertado? 

  1. O que não pode ser resolvido já está resolvido; 2. O que pode ser resolvido vai ser resolvido; 3. Para ambas as situações, o diálogo é fundamental, para gerenciar as expectativas de todos os lados.

 

Qual sua dica para quando bate aquele bloqueio criativo? 

Mudar o foco! Se tem alguma outra demanda, parte pra ela e depois retorna. Se não tem mais nada, usa um pouco da ociosidade para espairecer. Se puder continuar no dia seguinte, melhor ainda. Além disso, sempre anote suas ideias (mesmo que tenha tido ela enquanto estava bêbado, sério). 

 

Já trabalhou em outra área que achou que não ia gostar e acabou gostando? 

CX, que é onde estou até hoje! 

 

O que você tem a dizer para quem está vivendo o momento de fim de faculdade? 

O medo tá presente, mas tenta aproveitar essa fase, de verdade! É uma época muito boa pra se viver o presente. Com o tempo as coisas vão se ajeitando. Para alguns isso vai ser rápido, pra outros nem tanto, então não precisa ter pressa! 

 

Gostou do bate papo? Então pode anotar que vai rolar sempre por aqui! Não deixe de seguir a gente nas redes sociais vizinhas, Linkedin, Instagram e Facebook, para não ficar desatualizado.