A Faculdade de Comunicação e Artes da PUC Minas incentiva permanentemente a pesquisa na graduação e na pós-graduação. Desde o primeiro ano, os alunos podem participar de projetos de iniciação científica, sob a orientação de professores.

A PUC tem programas que fomentam a formação de pesquisadores, e destina um fundo próprio para os projetos de autoria dos alunos com orientação de professor, intitulado Programa de Bolsas de Iniciação Científica – PROBIC / PUC Minas (inscrições todo mês de setembro). A Universidade mantém, ainda, o Fundo de Incentivo à Pesquisa – FIP / PUC Minas para projetos propostos por professores e doutorandos, com processo seletivo semestral e que incluem um ou dois bolsistas da graduação em cada proposta.

Todos os anos, no mês de outubro, a Universidade realiza o Seminário de Iniciação Científica para a apresentação dos trabalhos de pesquisa de alunos selecionados em cada área de conhecimento e premia os que se destacam como os melhores. O evento é avaliado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e gera uma publicação indexada dos trabalhos de pesquisa inscritos no Seminário, em livro editado pela Editora PUC Minas.

Conheça as formas de ingresso nos programas de fomento à pesquisa da PUC Minas.

DEPOIMENTO

Raíssa Palma

Oie, aqui é a Raíssa.

Fui convidada pela Helvética! pra falar um pouquinho sobre a minha experiência com a pesquisa e confesso de antemão que a nossa relação surgiu sem nenhum aviso prévio, eu apenas sempre gostei de entender e estudar diversos assuntos, e saber que eu poderia fazer isso por meio da pesquisa foi uma surpresa e tanto, e claro que a área da comunicação ajuda e muito, né?!

O NEP, nosso núcleo de estudo e pesquisa do curso, me auxiliou muito a ver a escrita acadêmica com maior leveza, priorizando as ideias ao invés de ficar com pavor das normas ABNT. E foi assim, que no segundo período eu juntei o útil ao agradável e escrevi meu primeiro artigo sobre o filme Central do Brasil, nele eu abordei como a narrativa da personagem principal é dicotômica – literalmente um deslocamento do lugar confortável para o conflituoso.

Depois disso, vários temas que já eram de meu interesse se materializaram nas palavras.
A relação com a pesquisa ficou ainda mais “séria” depois de ter sido aprovada como bolsista do FIP de um projeto incrível que nasceu da Raquel e que hoje tá em processo de desenvolvimento. A pesquisa ajuda e muito a saciar essa vontade de saber mais, seja sobre o que for.

@raissapalma